Xpand Consultoria - O que é gás natural e porque ele é tão utilizado?

O que é gás natural e porque ele é tão utilizado?

Uma das principais tendencias no mercado de energia é a substituição das antigas fontes de energia, como o carvão e o petróleo, por fontes renováveis e pelo gás natural. O gás natural possui diferentes formas e pode ser encontrado de diferentes maneiras, mas é bem menos poluente que as outras fontes já citadas. O consumo dessa fonte de energia só aumenta nos últimos anos e, os Estados Unidos, por exemplo, possuem um vasto sistema de tubulações para distribuir e poder usufruir do gás natural.

De acordo com o Departamento de energia dos Estados Unidos, o Gás Natural é uma mistura gasosa de hidrocarbonetos, composto, em sua maioria, por metano (CH4). A grande maioria desse gás é considerada combustível fóssil. Ele é frequentemente encontrado dissolvido em óleo nas altas pressões, como uma “tampa” acima do óleo. Esse gás natural é conhecido como associado, e é considerado como a parte gasosa do petróleo, com alguns líquidos leves, como propano e butano. O gás não associado é aquele encontrado sozinho, ou seja, onde não há petróleo líquido junto. Eles são comumente extraídos por perfurações, nos poços de petróleo e gás.

Existe também o gás natural renovável (GNR), conhecido como biometano. É um combustível de qualidade, produzido a partir de materiais orgânicos, como resíduos de aterro e gado, através da digestão aeróbica. De acordo com a AGA (American Gas association) o GNR combina emissões de carbono de ciclo de vida baixo a negativo com alta densidade de energia, capacidade de armazenamento e transportabilidade do gás natural. Ele possui química idêntica

ao gás natural fóssil, e, portanto, possui as mesmas aplicações.

O gás natural tem como principais usos: a energia elétrica, o uso residencial, comercial, para transportes e o industrial, sendo que, de acordo com o EIA (Energy information administration), em 2019, os dois principais usos do gás natural nos EUA são o industrial e em especial, o elétrico, uma vez que o gás natural é atualmente responsável por 42% da energia
elétrica de todo o país, com crescente aumento, de acordo com o EIA.

O gás natural possui diversas vantagens sobre os outros combustíveis fósseis. De acordo com a AGA, o uso do gás natural pode ter os seguintes efeitos: • Monóxido de carbono (CO): redução de 70 a 90%; • Óxidos de nitrogênio (NOx): redução de 75 a 95%; • Gás orgânico não metano (NMOG): redução de 50 a 75%; • Dióxido de carbono (CO2): redução de 20 a 30%.

O “gráfico Emissões de CO2 do setor de energia no cenário de desenvolvimento sustentável, 2000-2040”, juntamente com o “Consumo de Gás Natural (EJ)” mostram como o gás

natural, mesmo tendo um maior consumo nos últimos anos, tem menor emissão de poluentes que o carvão e que, mesmo que a tendencia de utilização do gás aumente a cada dia, ele ainda será menos responsável pela emissão de CO2 na atmosfera que o carvão no futuro. O gás natural renovável, especificamente, contribui com o meio ambiente por transformar o metano, que é um gás de efeito estufa muito poderoso, em uma

fonte de energia super eficiente, que pode ter até 92% de eficiência energética e que reduz as emissões de poluentes, como mostrado acima.


Com todos esses benefícios, o consumo e a produção de gás natural têm aumentado constantemente, especialmente nos últimos anos. Mesmo que o gás natural seja uma descoberta antiga da humanidade, que já vem sendo usado há muitos anos, a dificuldade de transporte do gás fez com que, seu uso, fosse bem utilizado apenas nos últimos 100 anos

(sendo que, de acordo com a American Public Gas Association, o gás natural já era utilizado por chineses para esquentar água desde o século 500ª.C.).

O gás natural começou a ser utilizado mesmo no século 20, com os dutos sendo

construídos efetivamente nessa época. Hoje nos Estados Unidos, por exemplo, a rede de distribuição de gás natural é gigantesca, com dutos de gás natural por todo o país. Essa gigantesca rede de abastecimento é uma prova de como o consumo vêm aumentando, especialmente nos países da Ásia, Europa e América do Norte.



CATEGORIAS

Inscreva-se

Cadastre-se com seu endereço de e-mail para receber novidades e atualizações.

Fale Conosco pelo WhatsApp